SOMOSA históriaAbrangênciaBlog do GleizerDownload SPMFotosBaixa aí óAulas de Bateria MusicalProgramação/ WebrádioFórum
Rádio São Paulo Mais Músicas S.A.
SP MAIS FM 87,7 MHZ
Já virou desmanche de ônibus próximo a Américo Brasiliense em 2016

terça-feira, 6 de setembro de 2016 - 10:07
DENÚNCIA MOBILIZAÇÃO

ARARAQUARA: CTA PODE VIRAR DESMANCHE DE ÔNIBUS

araraquara 4

Por Coletivo Transporte Justo

Mais um relato do Coletivo Transporte Justo de Araraquara: CTA pode estar virando desmanche de ônibus

No rastro dos protestos de Junho do ano passado a questão do transporte público foi catalisador de múltiplos conflitos país afora. Dentre eles muito se discutiu sobre os embates em torno de uma das últimas empresas públicas de transporte do país, a CTA (Companhia Trolebus de Araraquara) que já foi considerada referência nacional em transporte público. Foi enfatizado o quanto o conjunto de políticas públicas de ordens diversas colaboraram para enfraquecer empresa cinquentenária, incluindo nisso o colapso de subsídios federais anteriormente existentes ao transporte coletivo. Opções municipais também contribuíram significativamente para o enfraquecimento da empresa. A escolha de conceder linhas de ônibus tidas como mais lucrativas para a empresa privada que também opera na cidade (Viação Paraty), criação de sistema de integração apontado como deficitário para empresa pública e práticas de gestão questionáveis levaram a crescentes dificuldades para o transporte coletivo de Araraquara, cidade média no interior de São Paulo.

Ao longo de 2013, surgiram inúmeras denúncias do processo de desmonte e privatização gradativo que a empresa passava. Devido a inquietação de funcionários algumas autoridades da cidade – o lider do governo, o vereador Aluísio Bras “Boi”, e o próprio presidente da empresa, Silvio Prada – foram à garagem da CTA prometer que não se considerava a privatização da empresa. As autoridades deram garantias expressas de que que o governo iria fortalecer a CTA como operadora do transporte coletivo da cidade.

Na prática, a despeito das garantias dadas, ocorreu o oposto do que prometido pelas autoridades. A revolta explodiu em meio aos funcionários quando souberam, no inicio de 2014, pelos jornais que o governo iria terceirizar todas as linhas de ônibus da empresa pública. A indignação foi maior ainda por terem sido responsabilizados pela situação da empresa, com vice-prefeito da cidade indo a rádio dizer que privatização era necessária devido a incompetência da CTA. Criou-se combustível para criar atritos e revoltas nas ruas da cidade interiorana.

Mais de 100 funcionários realizaram boletim de ocorrência por injúria contra o vice-prefeito Coca Ferraz, e foram a câmara interromper sessão dos vereadores e cobrar as garantias não cumpridas que lhes foram dadas. Realizou-se assembleias em conjunto com movimentos sociais procurando articular mobilizações em defesa da empresa. No último dia 15 milhares de pessoas tomaram as ruas da cidade em defesa da permanência da CTA como empresa pública operadora do transporte coletivo de Araraquara.

araraquara 2

araraquara 1

Imagens de manifestações de rua contra a privatização e terceirização das linhas de ônibus da Companhia Trolebus de Araraquara

Na última terça-feira, dia 27 o ex-diretor financeiro da empresa José Eduardo de Oliveira foi a Câmara dos Vereadores exigir formalmente abertura imediata de investigações sobre os últimos 25 anos de diretores da empresa. Ele enumerou os motivos que o levavam a acreditar haver uma política deliberada de desmonte da empresa pública e que demandava investigações. Pediu que fosse investigado inclusive o seu próprio período na empresa para não deixar dúvidas quanto aos motivos que o levavam a realizar este clamor. Para tal seria necessário a assinatura de ao menos 6 vereadores no documento que solicitava a abertura de investigações. Dentre os motivos que levavam Oliveira a realizar o pedido incluíam declarações públicas do presidente da câmara municipal, João Farias, dizendo acreditar que se fosse feita uma investigação séria todos os diretores e ex-diretores da CTA seriam presos e que os últimos dirigentes da empresa estariam administrando a empresa com a intenção de que ela “quebrasse”, fosse ao colapso. Farias optou por não assinar o requerimento de investigações e disse ter sido mal interpretado em suas declarações. Oliveira deixou a câmara sem nenhuma assinatura para o requerimento que encaminhou, resultado semelhante ao pedido de investigações sobre diretores da CTA feito ainda em Junho do ano passado por movimentos sociais da cidade.

Simultaneamente surgem relatos que o processo de desmonte da empresa passa a assumir um caráter mais literal. No dia seguinte a intervenção pedindo investigação dos diretores da CTA inúmeros relatos de mecânicos da empresa dariam conta de que peças vitais ao funcionamento de ao menos 13 ônibus em boas condições começaram a ser retiradas dos veículos. Teriam sido removidos extintores de incêndio, tacógrafos e documentos dos veículos que embora apresentassem pequenos problemas poderiam de acordo com mecânicos facilmente serem reparados para operaram em boas condições. A retirada dos tacógrafos é emblemática pois trata-se de um instrumental vital, cada ônibus tem o seu de caráter intransferível pois é destinado a registrar a distância percorrida e tempo de uso.

Mecânicos relatam ainda que foi registrado desmonte literal de ônibus inteiros. Discutiu-se que ônibus deixados fora de circulação temporariamente devido a falta de uma peça de reposição específica passaram a serem seguidamente desmembrados para retiradas de peças de reparo e reposição para outros veículos, até que se esgotem por completo sua disponibilidade restando apenas carcaças. A garagem da Companhia Trolebus de Araraquara teria se transformado num autêntico desmanche de ônibus. O processo de desmonte da empresa estaria assumindo caráter mais nítido conforme se intensificavam os pedidos para investigações e resistência dos trabalhadores.

araraquara 3

araraquara 6

Na primeira foto imagem de ônibus do qual inicialmente teria sido retirado motor. Na segunda peças avulsas diversificadas que teriam sido desmembradas de ônibus que aguardavam reparos nas garagens da Companhia Trolebus de Araraquara (CTA)

Mais dúvidas e inquietações surgem em torno dos rumos que a Companhia Trolebus de Araraquara (CTA) deve seguir, representativo dos impasses que o transporte público atravessa no país. A resistência dos vereadores locais em abrir investigações e as informações sobre o desmonte de ônibus dentro da própria empresa aprofundam a crise e os conflitos. Fica evidenciado uma vez mais o motivo que leva a maior parte das cidades brasileiras a terem um transporte operado totalmente pelo setor privado, com pesados subsídios do estado e péssima qualidade: a teia de interesses ligados ao setor leva a adoção de políticas públicas em muito sentidos prejudiciais ao próprio transporte público. Em Araraquara e em inúmeros outros centros manifestações de rua são retomadas e agentes se põe novamente em movimente acelerado as vésperas da Copa do Mundo. Contradições entre o discurso oficial que tentam mostrar o Brasil como uma nova potência mundial e a dura vida diária da maioria de sua população se escancaram. Conflitos se acirram e polarizam, mostrando-se como prévia dos grandes embates que devem se multiplicar pelo país nos próximos meses.

==========================================================

 Sexta-feira, 02 de Setembro de 2016, vi vários ônibus da CTA sendo guinchados até um sucateiro que fica perto da PETROBRAS entre Araraquara e Américo Brasiliense SP

<< Navigate to terça-feira, 6 de setembro de 2016 Adicionar novo comentario
Hysfuro
segunda-feira, 6 de junho de 2022 - 12:15
pharmaceutical grade generic tadalafil cialis
plasmapheresis Removal of plasma from withdrawn blood by centrifuge. Cgubnr https://newfasttadalafil.com/ - Cialis <a href=https://newfasttadalafil.com/>Cialis</a> Otwxbi Cialis 5 Quotidien Depakote https://newfasttadalafil.com/ - Cialis Bjlfee cialis injection video
1 records total        
Adicionar novo comentario
Seu Nome   
Assunto   
Content   
Please type the confirmation code you see on the image into the field below.
*Required fields

11111111110000001000100010000000100010001111111111001100110000001100110010000000111100001010101011110000110011001000100011111111


Categorias
Archive
junho de 2022
abril de 2022
setembro de 2019
maio de 2019
março de 2019
novembro de 2018
setembro de 2018
agosto de 2018
julho de 2018
junho de 2018
SOMOSA históriaAbrangênciaBlog do GleizerDownload SPMFotosBaixa aí óAulas de Bateria MusicalProgramação/ WebrádioFórum